• Home
  • Começa a matança de porcos para as festas de final de ano na Venezuela

Começa a matança de porcos para as festas de final de ano na Venezuela

0 comments

Por Raquel Soldera (da Redação)

Pão de presunto, pernil e lombo de porco são consideradas iguarias que não podem faltar nas comemorações de fim de ano pelos venezuelanos.

Supermercados, açougues e mercados populares já anunciaram o grande abastecimento de carne suína para o mês de dezembro. Somente de pernil, um aumento de mais de mil toneladas para os pontos de distribuição.

Imagem: Anima Naturalis
Imagem: Anima Naturalis

Os porcos são condenados a tratamentos horríveis. Desde a discriminação que sofrem, por serem considerados animais sujos, passando pela aglomeração a que são submetidos durante a vida, que termina terrivelmente com os métodos de abate.

Durante sua vida, os porcos são castrados sem anestesia, têm o rabo amputado e são engordados à força.

Diferentemente dos cães, cavalos e humanos, os porcos não comem excessivamente e de forma perigosa, mesmo que tenham acesso ilimitado à comida. Contudo, a indústria de carne suína altera esse hábito natural dos porcos com uma droga chamada “Hog Crave”, que faz com que os porcos comam em excesso, de maneira que cresçam rapidamente, e assim sejam mais lucrativos para aqueles que os matam.

Ao serem abatidos, os porcos são “dessensibilizados” com eletricidade, levando “certeiros” golpes na nuca. Na maioria das vezes ainda estão vivos durante a sangria.

O contraditório é que em uma época de “amor e paz” as pessoas tenham o costume de comer animais sacrificados de forma tão cruel.

É surpreendente a semelhança que estes animais têm com os seres humanos. Muitas pessoas não sabem que os porcos sonham, reconhecem seus nomes, são capazes de jogar videogame melhor que alguns primatas e têm vidas sociais complexas.

Assim como os cães, os porcos aprendem seus nomes com 2 ou 3 semanas de idade, respondem quando são chamados e são capazes de encontrar o caminho de casa mesmo em grandes distâncias. Também existem casos em que porcos resgataram vidas de humanos e de animais.

Além de tudo isso, os porcos mostram gentileza e capacidade para perdoar, um sentimento quase impossível em alguns seres humanos.

O vídeo abaixo retrata a triste e injusta realidade a que são submetidos os animais destinados ao consumo humano:

Com informações de Anima Naturalis

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Por isso que sou a pessoa MAIS INCONVENIENTE no natal dos onívoros!!! Vou falar e falar até esse pessoal entender o que os bichinhos tem que passar para estarem em seus pratos.

  2. aiiii eu tenho muita pena de animais vcs nao tem ideia de tanto que eu amo animais por favor parem de maltratar os animais pq eles foram feitos para viver como um ser humano eu vejo animais na rua sofrendo eu começo a chorar muitoooooo lagrimas saido por horas no maximo eu achei uma cachorra na rua e coloquei d entro da minha casa agora ela faz parte da nossa familia ela tem aconchego comida e muitoooo amorrrr animais sao feitos para serem tratados com amorrr e nao serem torturados por favor pessoal so pq eles sao bichos eles nao podem ser tratados como lixooo mais commo uma vida acabando de nascer pensa vc sentindo a dor no coraçao sem dono pra cuidarrr cachorros sendo atropelados e torturadosssss nunca me pensei e nem fiz matar ou maltratar um animal eu so nao coloco os cachorros que estao sofrendo e jogados pela rua na minha casa pq nao tenho condiçoes de comprar rassoes para elee sao muitosssss mais se eu pudesse eu levava tudo para a minha casa tudooooo mesmo para dar muito amorrr…nao estou dizendo para vcs fazer um zoologico na sua casa mais sim para de maltratar os animais que foram feitos para serem amadosss
    bjs a todos que lerammmm no fundo do meu coraçao adlo vcs e os animaisssss vamos colaborar pq Deus que feis os animais para serem amados que maltrata os animais um dia vai ter o que meresse…

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>