• Home
  • Não precisamos de carne

Não precisamos de carne

0 comments

Para muitos a frase acima pode parecer heresia. Afinal, a humanidade se alimenta de carne desde os primórdios da espécie, e alguns dos nossos antepassados hominídeos provavelmente também o fizeram (primeiro comendo carcaças abandonadas e, depois do desenvolvimento de ferramentas, caçando animais vivos).  Isso ocorreu há aproximadamente 2,5 milhões de anos, com os Australopithecus. Nesse período, alimentar-se de carne representou um fator importante, uma vez que as condições ambientais nem sempre proporcionavam a quantidade de frutas e vegetais suficientes para a sobrevivência. 

Porém, o fato de que nossos antepassados tenham se beneficiado de uma dieta onívora não nos obriga a segui-la eternamente. Se naquele período a carne teve papel fundamental (até mesmo para o desenvolvimento do cérebro, como muitos sustentam), isso não quer dizer que hoje as proteínas de origem animal sejam essenciais. Pelo contrário. A partir do momento em que o ser humano passou a ter mais controle sobre o meio ambiente, particularmente através da agricultura, a gama de vegetais nutritivos disponíveis tornou-se bem maior, permitindo que nossa dieta pudesse se basear em ingredientes não-animais.

Além disso, para conseguir uma caça o homem pré-histórico gastava uma grande quantidade de energia. Hoje, ao contrário, é possível comer carne em todas as refeições (especialmente nas classes mais abastadas) sem sair de casa, o que tornou os onívoros mais suscetíveis a disfunções causadas pelo excesso de proteína. De acordo com o médico Eric Slywitch, em seu livro “Alimentação Sem Carne”, o consumo de carne está associado a um risco 88% maior de se desenvolver câncer de intestino grosso, e 54% maior de desenvolver câncer de próstata.

Já uma dieta estritamente vegetariana/vegana é capaz de suprir nosso organismo de todos os nutrientes necessários sem o risco de exceder nas proteínas. Por este motivo, entidades nacionais e internacionais* ligadas à saúde e à alimentação têm estimulado a difusão de informações a respeito do vegetarianismo, reforçando o fato de que se trata de uma dieta adequada a todos os estágios da vida. Porém, assim como uma dieta onívora desequilibrada gera carências nutricionais, uma dieta vegetariana mal planejada também pode apresentar falhas. Ainda assim, segundo o médico Eric Slywitch, os vegetarianos, se comparados aos onívoros, costumam ingerir uma quantidade igual ou maior de vitaminas e minerais. “Isso traduz uma melhor qualidade de alimentos utilizados pelos vegetarianos”.

*American Dietetic Association (ADA), American Heart Association (AHA), Food and DRUG Administration (FDA), Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), Kids Health, College of Family and Consumer Sciences, Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB).

Mariana Hoffmann – É jornalista, educadora, vegana e ativista pela causa animal. Em 2008 deu início a um projeto de mídia independente – o fanzine  bimestral “Informe Vegano”, uma publicação de cunho abolicionista.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Mariana, concordamos com você. É exatamente isto que estamos procurando mostrar para as pessoas. O hábito nocivo e inescrupuloso de comer carne só se perpetua por três motivos básicos: a cultura tradicional de que carne é alimento imprescindível para a manutenção da vida humana (manter-se vivo às custas de centenas de cadáveres, seria preferível nem existir), pelo despreparo e acomodação dos profissionais de saúde que de modo geral repetem o que já é padrão, sem ao menos parar um instante, refletir e buscar novas informações, pesquisas e descobertas científicas e principalmente pelo interesse econômico que encontra consumidores cada vez mais desinformados ou mau formados (de propósito) para lucrarem com a desgraça alheia, doença dos humanos e os atrozes sofrimentos dos animais.
    Também são culpados a mídia que se omite,para defender os seus interesses e os Líderes religiosos, que se utilizam de “Livros Sagrados” para suas pregações de conversão, sem citar o que de fato está escrito nos mesmos quanto à recomendação do “Divino” sobre alimentação. Em todas as religiões a carne é condenada como imprópria para alimentação.
    Precisamos iniciar e fomentar um movimento de despertamento coletivo para uma nova visão e uma reeducação alimentar. Precisamos divulgar isto nas escolas, associação de moradores, igrejas, faculdades, Câmaras Municipais, Assembléias Legislativas, Senado Federal, rádios e TVs para que haja uma mobilização geral que seja forte o bastante para contrapor ao poderio econômico dos que vivem sutentados pelas MORTES DOS INOCENTES!
    E a você Mariana Hoffmann, os mais sinceros
    agradecimentos, nossos e de todos os animais deste planeta..
    Se possível entre em contato com a gente
    paz@conexaovegetariana.org

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>