• Home
  • Lobo-ibérico ameaçado por parque eólico em Portugal

Lobo-ibérico ameaçado por parque eólico em Portugal

0 comments

A alcateia de lobos de Leomil, a sul do rio Douro, corre o risco de extinguir-se com a construção do Parque Eólico do Douro Sul, alerta a Quercus. Composto por 103 aerogeradores, o futuro parque será instalado nas serras de Leomil e da Nave (concelhos de Moimenta da Beira e Sernancelhe), bem no centro do habitat do lobo, afetando suas zonas de reprodução e refúgio.

Atualmente, o lobo-ibérico (Canis lupus signatus) possui em Portugal uma população reduzida, de 300 indivíduos, restrita à região norte. Apesar de ser uma espécie protegida, prioritária para a conservação, as suas populações encontram-se em declínio, devido à perseguição por parte de agricultores e caçadores, ao extermínio das suas presas selvagens e à fragmentação e destruição dos territórios.

O parque eólico põe em xeque a viabilidade “dos únicos grupos reprodutores estáveis de lobo em todo o núcleo populacional a sul do rio Douro (atualmente estimado em não mais do que cinco ou seis alcateias)”, diz a Quercus.

A colocação das torres, a abertura de novos caminhos e a instalação de linhas de alta tensão irão perturbar e danificar os habitats de vida selvagem. No conjunto serão “afetados mais de 60% do território da alcateia, incluindo as suas zonas de reprodução e refúgio, pondo assim em causa não só a estabilidade reprodutora mas também a manutenção e sobrevivência de toda a população”.

O próprio Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade reconhece o perigo e deu parecer desfavorável ao projeto. Mas a Secretaria de Estado do Ambiente já deu luz verde à instalação do parque.

Fonte: Diário de Notícias

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>