• Home
  • Paul Watson e suas ações em defesa dos animais são retratados em episódio de South Park

Paul Watson e suas ações em defesa dos animais são retratados em episódio de South Park

0 comments

Por Lobo Pasolini   (da Redação)

A famosa série de animação South Park, conhecida pela ironia impiedosa que trata de temas contemporâneos da cultura popular, usou a Guerra das Baleias (Whale Wars), estrelada pelo Sea Shepherd do Capitão Paul Watson, como material de sátira em episódio exibido dias atrás. Nele os japoneses aparecem matando golfinhos e baleias em toda a parte, inclusive em parques aquáticos. Enquanto isso, um menino americano simpatizante da causa toma conta das operações do Sea Shepherd nos mares depois que Paul Watson é morto pelos japoneses com um arpão.

Paul Watson em South Park

O mais interessante é a resolução final do episódio. Os japoneses, depois de aprisonar o menino, explicam que matam baleias e golfinhos porque foram uma baleia e um golfinho que pilotaram os aviões que jogaram as bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki. O prisoneiro americano quase diz a verdade, mas resolve a situação de outra forma: ele diz que a foto usada como evidência foi alterada e fornece uma nova foto que revela os “verdadeiros” pilotos do ataque: uma galinha e uma vaca. Assim, os japoneses começam a matar galinhas e vacas e os americanos dizem: “Agora eles são normais como nós”.

Essa conclusão ilustra bem a hipocrisia do público ocidental que come animais mas que se revolta contra os japoneses e outras culturas que consomem outros tipos de animais. Porém, Paul Watson não pode ser acusado disso, já que ele é vegano e seus piratas também são, pelo menos enquanto trabalham para ele.

Watson comentou no website Ecorazzi que ele se sentiu lisonjeado. Aparecer no South Park é sinal de ter se tornado parte da cultura pop. “Eles soletraram Sea Shepherd corretamente e trouxeram a questão da matança de golfinhos e baleias para um grande público. O que eles deixaram de fora foi que nós baixamos as cotas de abate dos japoneses pela metade e com isso seus lucros. Nosso objetivo é falir essa indústria e nós estamos fazendo exatamente isso”.

O que os japoneses fazem nos mares é inadmissível. O que o Ocidente faz também nos mares e nos milhares de matadouros espalhados pelo mundo é igualmente aterrorizante. A resposta correta para essa situação de violência é o veganismo. Ao parar de contribuir para a demanda por produtos de origem animal, você contribui para enfraquecer essa indústria que lucra com a dor e a morte alheia. Revolta emocional não resolve nada. O que resolve são nossas ações e decisões.

Assista ao episódio em South Park Studios

About the Author

Follow me

Blogger, jornalista, videomaker, ativista vegano.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Bacana, gostei. Não assisti ao episódio, mas pelo que entendi eu gostei.
    Seria bacana conscientizar as pessoas tanto a respeito das baleias e golfinhos quanto os porcos e bois.

  2. Interessante o texto, só acho que vocês deveriam identificar melhor o que é opinião da Sea Shepherd e do Paul Watson e o que é opinião do ANDA ou do autor. Principalmente porque a Sea Shepherd se denomina uma organização de conservação da “vida silvestre” marinha, ou seja, qualquer semelhança com ideais veganos ocorre por motivos e objetivos, na maioria das vezes, diferentes.

  3. Paul Watson finge que entendeu o episódio, e pessoas fingem que entenderam a mesma coisa que Paul Watson.
    South Park é o melhor desenho em relação as criticas feitas, porém as pessoas não entendem, aliás entendem o que deviam não entender..

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>