• Home
  • Justiça autoriza guarda de aves para mulher que retirou indevidamente os animais da natureza

Justiça autoriza guarda de aves para mulher que retirou indevidamente os animais da natureza

0 comments

(da Redação)

O Ibama recebeu uma decisão judicial de conceder a guarda de uma arara e dois papagaios a uma pessoa que os conseguiu de forma irregular (da natureza), e acabou apelando para um juiz, que tomou essa discutível posição, baseada naqueles estigmas de que os animais pareciam bem tratados, ou que não conseguiriam retornar à natureza.

A Procuradoria do Ibama está recorrendo e reforça que a participação da sociedade é importante para que fique clara a postura do Ibama em relação a defender os animais, já que essas pessoas que retiraram os animais da natureza comumente assumem o papel de vítimas.

Nota da Redação: Uma decisão judicial como essa apenas reforça o crime, legitimando os maus-tratos e o desrespeito ao direito dos animais de viverem em seus habitats. O Ibama deve contar com o apoio de todos que se preocupam com a defesa da fauna e com o exercício da verdadeira justiça.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Então por que Leis existem e nos fazem cumprir?
    Absurdo, disparate total! Que pedagógico há nesse entendimento?
    São atitudes assim que, de um jeito ou outro, dão aval a que outras dezenas de animais estejam sendo capturados nesse exato momento e fiquem a mercê de contrabandistas e parem em lares nacionais e internacionais.
    Perdeu moral o Ibama e todos os seus funcionários…
    Que tristeza! Lamentável.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>