• Home
  • Investigação revela sofrimento a que são submetidas as vacas leiteiras

Investigação revela sofrimento a que são submetidas as vacas leiteiras

9 comments

Por Joana Bronze (da Redação)

Uma nova investigação da PETA, infiltrada dentro das instalações do fornecedor de leite Land O’Lakes, na Pensilvânia (EUA), revelou uma rotina de imensa negligência e crueldade com que as vacas são ordenhadas para a produção dos produtos da empresa Fortune 250’s. Ao longo de vários meses, o inquérito verificou um estado deplorável, condições imundas para as vacas na fazenda, tais como: baias que estavam cheias de excrementos; vacas que sofriam de doenças e viviam em condições tão terríveis que não resistiam; entre outras atrocidades.

Imagem: Reprodução/Peta Files
Imagem: Reprodução/Peta Files

Para as vacas em fazendas de leite não é dado muito mais do que uma etiqueta numerada, que é perfurada em seus ouvidos para identificá-las.

O proprietário da fazenda investigada e um de seus filhos foram pegos em um vídeo chocante, que mostrava as vacas se levantando com muita dor. Um dos filhos do fazendeiro chutou uma vaca e a espetou com a lâmina de uma faca. Pai e filho já foram acusados de crueldade contra animais.

A indústria de laticínios é de uma crueldade absurda, levando cada vez mais sofrimento para esses animais inocentes. A fim de tornar mais fácil a ordenha, as caudas das vacas são amputadas, fazendo com que a pele e o tecido morram lentamente. Os animais não conseguem mais golpear a cauda para afastar as moscas, que, além de atormentar as vacas, também causou a propagação de diversas doenças.

Os produtores de leite não permitem que as vacas, cuja gestação dura nove meses, gastem o tempo necessário com seus bezerros, que são retirados de suas mães logo após o nascimento. Desconsideram que as vacas são animais inteligentes, e que podem se lembrar de coisas por muito tempo, e que elas têm a capacidade de se preocupar com o futuro de seus filhotes – assim como a habilidade de cuidar, natural de toda mãe na natureza animal.

Imagem das vacas em chão de excrementos (Imagem: Reprodução/Peta Files)
Imagem das vacas em chão de excrementos (Imagem: Reprodução/Peta Files)

O inquérito também mostra as vacas e bezerros que foram mantidos em baias e celeiros, cujo chão estava coberto com excrementos, o que causou febre, problemas de casco e fomentou a propagação de doenças. Os bezerros resgatados da fazenda tinham pneumonia, micose, conjuntivite e muitos parasitas. Algumas vacas sofreram problemas respiratórios e tinham uma secreção nasal purulenta escorrendo pelo rosto. Abscessos eram comuns, e alguns deles estouraram enquanto as vacas eram ordenhadas, como pode ser visto no vídeo (para assistir, acesse aqui – as cenas são realmente muito tristes). 

Com informações da PETA

Nota da Redação: A melhor maneira para  ajudar a impedir que as vacas sofram essas atrocidades é abandonar o consumo de leite, queijos, carnes e de tudo que derive da exploração animal. Horrorizar-se com essa realidade não basta, é preciso fazer escolhas éticas e respeitar os direitos animais.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Consumir leite é financiar diretamente toda essa crueldade horrorosa, e um bando de marmanjo ainda vem falar que quer leitinho??? Mamar depois dos 2 anos de idade devia ser CRIME.

  2. todo produtor de leite alega que não há lucro nessa atividade, contudo não cessa-a. Há algo, então concluo, muito trsite nisso: a “conta” desse não lucro recai toda nas vacas.
    Para se obter lucro, em algo que não dá, deve-se economizar muiiiito em remédios, em tratamentos difersificados, em alojamentos, em baias, em forração, em condições salutares de temperatura, em ração farta e de boa qualidade, em água, em produtos de higiene e limpeza e na contratação de mão de obra que supra tudo acima.
    Agora, responsabilidade e respeito aos animais não faz parte do quinhão lucro; independem de dinheiro no bolso. Faz parte daquilo que eu chamo de caráter e nesses locais abomináveis essa palavra não consta do dicionário, ou das pessoas.

  3. Parar de tomar leite nao está relacionado com a diminuiçao de maus tratos a vacas leiteras…
    é necessario conscientizar o produtor de que as vacas leiteiras podem sofrer estresse no momento da ordenha…
    O produtor precisa aprender tecnicas de manejo para eliminar o estresse submetido a essas vacas.
    Agora, se o produtor se recusa a mudar de atitude, entao que deixe de ser produtor!
    Quando as tecnicas de ordenha sao aprendidas e executadas de maneira certa a ordenha nao se torna cruel, pq durante esse manejo, o responsavel pela retirada do leite deve saber que varios hormonios participam da liberaçao do leite. e o ordenhador deve aprender a estimular a açao desses hormonios.
    Se o responsavel pela ordenha sabe disso, as vacas leiteras nao recusam ser ordenhadas.
    A questao é conscientizar produtores e fazer com que eles aprendam a melhorar as tecnicas de ordenha.

  4. nao basta pararmos de tomar o leite, e preciso punicao severa desses proprietarios e responsaveis.Cade as autoridades?e tirar a licenca deles pra sempre.

  5. Se damos tanto valor e cuidado com objetos, porque, não cuidarmos e respeitarmos quem nos serve e tem vida e sente dor e sofrimento.

  6. como pode alguem tratar os animais assim deus colocou no mundo para poder dar nosso sustento e ainda o ser humano faz isto e um absurdo mas com certeza desu vai cobrar eu fico revoltado com cenas assim todo ser merece tratamento digno

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>