• Home
  • Leoa morre no zoo de Goiânia; número de óbitos chega a 76

Leoa morre no zoo de Goiânia; número de óbitos chega a 76

6 comments

Uma leoa morreu hoje à tarde no Parque Zoológico de Goiânia, elevando para 76 o número de óbitos no estabelecimento neste ano. O animal havia sido anestesiado superficialmente pela manhã para realização de exame de ultrassom e sofreu uma parada cardiorrespiratória. Os veterinários não conseguiram fazer a reanimação.

Leona, como era chamada, havia chegado já adulta ao zoológico em 1992. Ela havia sido abandonada por um circo no Rio de Janeiro. A necropsia mostrou que ela tinha cicatrizes nas costelas e no baço, que indicam maus-tratos na época em que vivia no circo. O diretor do parque, Raphael Cupertino, disse que a causa da morte pode estar ligada às massas encontradas na região abdominal da leoa, provavelmente tumores.

Em junho deste ano, o animal havia passado por uma cirurgia para a retirada de um dente que havia infeccionado parte da boca e feito com que Leona recusasse se alimentar. Desde então, ela começou a perder peso significativamente.

O corpo do animal foi encaminhado ainda ontem para a Escola de Veterinária da Universidade Federal de Goiás (UFG) para necropsia. No começo do ano, outro leão havia morrido após um procedimento anestésico. Descobriu-se depois que o animal também tinha câncer.

Agora o zoológico tem apenas dois leões – um macho com mais de 10 anos de idade e uma fêmea, com menos de 10 anos de idade e com uma deficiência na pata traseira.

O parque foi interditado pelo Ibama-GO no dia 20 de julho, quando o número de mortes estava em 49. Para a próxima semana está prevista a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o Ministério Público Estadual e Federal, a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), a direção do zoológico e o Ibama-GO para melhorias no local.

A direção do parque também pretende entregar em até 20 dias um cronograma de exames preventivos em todo o plantel, para saber quais animais estão doentes ou não. Só após estes exames e as reformas exigidas pelo Ministério Público é que o parque será aberto, o que não deve acontecer neste ano.

A presidente da Associação dos Defensores do Meio Ambiente (Biodefesa-GO), Maria de Lourdes França Rabelo, disse ao HOJE que ela e outros integrantes de sua ONG estão proibidos de entrar no zoo. A presidente da entidade disse que já alertou as autoridades sobre a situação de miséria que os animais do zoológico estão vivendo. “Vou entrar com mandado de segurança para poder entrar lá (zoo)”, avisou.

Fonte: Terra

Nota da Redação: O que está acontecendo no zoológico de Goiânia é uma chacina de animais com a conivência das autoridades. Por que a direção do parque não foi afastada até agora?  Será necessário morrerem todos os animais?  A direção deve ser responsabilizada por todas as mortes, seja por negligência ou incompetência. É inadmissível que a situação permaneça como está. Se fosse um abrigo de criança ou de idosos o local teria sido interdidato e os dirigentes estariam sofrendo processos. O que se está esperando? Manifestamos aqui a nossa indignação com os fatos que vêm ocorrendo e com a inércia das autoridades. É importante que os ativistas encampem esse caso.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. enquanto mudanças radicais nao acontecerem ali e nas instancias que controlam todo o esquema essas mortes vao acontecer… alias, basta que tenha um animal vivo ainda…
    afff!

  2. Aqui em Goiania, nao existe lei. A lei é de quem pode mais, quem detem o poder e dinheiro nas maos. No caso do zoologico, a unica pessoa que poderia mudar o destino dos animais, chama-se Iris Rezende Machado, prefeito de Goiania, que sabe de tudo. Fui Diretora lá, porém fui exonerada quando denunciei o zoologico por tráfico, maustratos, desvios de verba. Fui exonerada. Só eu. Os demais que foram por mim denunciados, ficaram, estão até hoje, e, estão matando os animais. Fazer o que? Sou constantemente ameaçada, sou perseguida pelas ruas, tentam me matar, mas nao desisto. Quem quiser conhecer um pouco do meu trabalho acessem http://www.biodefesa.org.br, lá estao as imagens dos cavalos que eles matam para dar comida para os carnivoros. Detalhe, matam com machado. Quaqnto as mortes, podem ter a certeza, que são milhares, só comigo, existem documentadas, mais de 500, mas as autoridades daqui, nem se mexem. Já denunciei na Policia Federal, Ministerio Publico, DEMA, só o Ibama que até hoje nao pegou minhas denuncias. Por que será? Estou a disposição para qualquer duvidas que quiserem tirar, pois conheço toda a historia do zoologico, sei pq estao matando, sei porque sempre mataram,e, continuarão a mtar.Quando entrei no zoologico pra trabalhar, havia mais de 3.500 animais, hoje, nao deve ter 300. Aliás, depois que o diretor Raphael Cupertino proibiu a imprensa e a ONG Biodefesa de entrar, nem sei se tem animais lá. Outro detalhe estranho, porque ele nao mostrou o corpo da Leoa? Só mostrou uma foto, que nem dela é, pois eu a conhecia. Ou esta imprensa da qui é burra, ou estão todos comprados. Porque só publicam o que o diretor fala, agora tentar ir lá e verificar in loco , ninguem vai, e, ainda defendem o diretor ao vivo. Jornalistas do bem, cumpram com o seu dever, se estão ameaçados tb, abram a boca no mundo. Eu nao tenho medo, pq voces teriam? Gostaria de uma resposta.

  3. e eu supunha que “questões” com zoológicos fossem só comigo… Ledo engano. Deve ser modus operandi, só pode.
    O zoo de Goiana precisa, urgentemente, de uma severa intervenção da Lei, garantindo a população que o mantém, atraves de impostos, cobre posturas claras.

    Assistir animais definhando, falecendo sem que medidas contundentes sejam tomadas e cruzar os braços a uma série de notícias, não irá terminar ou abrandar com o que lá acontece.

    As colocações, sérias e pertubadoras, da Sra. Maria de Lourdes França Rabelo, feitas nessa página, precisam ser avaliadas à risca por órgãos competentes em todas as áreas.

    Está lamentávelmente triste a situação em Goiania. Que tristeza…

  4. E sabem o que o diretor disse? Que “A morte faz parte do ciclo de vida de todos os animais vivos” (?!?!?!?!?) Sempre a mesma desculpa: “o animal era velho” ou “já estava doente”. De repente me lembro da frase de Abraham Lincoln que diz :
    ‘Pode-se enganar parte do povo todo o tempo.
    Pode-se enganar parte do tempo todo o povo.
    Mas não se pode enganar TODO o povo TODO o tempo’

  5. Olá!
    Posso enviar para o jornal local aqui de Goiania – O Popular essa nota da Redação? Tem uma seção chamada “Cartas dos Leitores” que publica. Ou então peço encarecidamente que vocês enviem se puderem. Aguardo resposta. Muito Obrigada!

    As cartas devem ser encaminhadas à seção de Cartas dos Leitores (O POPULAR – Rua Thomas Edison, quadra 7, CEP 74835-130, Setor Serrinha), pelo fax (62) 3255-7513 ou pelo e-mail leitor@jornalopopular.
    com.br. O POPULAR se reserva o direito de recusar acusações insultuosas ou desacompanhadas de documentação. Só serão publicadas as cartas assinadas e que contenham nome e endereço completos do remetente, o CPF e o RG.

    http://www.opopular.com.br

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>