• Home
  • Observação de morcegos quer desmistificar espécie

Observação de morcegos quer desmistificar espécie

0 comments

A associação de espeleologia Grupo Proteção Sicó (GPS) promove sábado à noite uma observação de morcegos em Pombal, iniciativa que quer “desmistificar as ideias que existem sobre a espécie”, disse Pedro Alves, o espeleólogo e coordenador dos estudos sobre morcegos do GPS. “Os quatro grandes mitos associados aos morcegos são que se enrolam aos cabelos, chupam o sangue, são cegos e são ratos com asas”, afirmou.

O responsável explicou que a iniciativa pretende, por outro lado, “fazer com que as pessoas conheçam as vantagens ambientais desta espécie protegida”, que conta com 26 exemplares diferentes em Portugal, todos insetívoros.

“O fato dos morcegos comerem insetos é uma vantagem econômica, pois permite o controle de eventuais pragas que ocorram na agricultura ou na floresta, contribuindo para a sustentabilidade dos ecossistemas”, declarou.

Pedro Alves destacou ainda que as espécies de zonas tropicais comem frutos e alimentam-se do néctar das flores. “Há plantas que estão dependentes de espécies de morcegos para a sua própria reprodução e, no caso dos frutos, ao comê-los e libertarem as fezes, os morcegos fazem a dispersão das sementes”, continuou.

A observação, denominada 2.ª Noite dos Morcegos, coincide com a 13.ª Noite Europeia dos Morcegos e ocorre no Vale do Poio Novo, freguesia de Redinha, em pleno maciço Sicó-Alvaiázere, que integra a Rede Natura 2000.

Fonte: Diário Digital

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>