• Home
  • Gatos são os mais rejeitados

Gatos são os mais rejeitados

2 comments

Entre cachorros e gatos, a preferência é pelos cães, segundo Cristiane Pontes Maia, membro da União Protetora dos Animais (Upac). A própria cientista social Aline Marques, 29, que hoje cria seis gatos, inicialmente tinha mais afinidade com os cães. “O primeiro gato que eu peguei foi em 2007, antes só tinha cachorro”, diz. De acordo com o veterinário Pericles Duarte Portela, os gatos também são abandonados com mais frequência, pois, como se reproduzem muito rápido, os tutores acabam jogando os filhotes nas ruas. “Uma gata pode ter, em média, três a quatro gestações por ano, com cerca de cinco filhotes cada uma”, explica.

Para evitar a rápida multiplicação de gatos, os criadores de felinos devem esterilizá-los o quanto antes. “Fica tudo mais fácil. Além do gato ficar estéril, ele fica bem mais maleável. O temperamento melhora, porque a taxa de hormônios sofre uma alteração”, afirma o veterinário. Aline Marques, criadora de seis gatos, considera os felinos carinhosos, inclusive um deles até atende pelo nome. “Sempre que eu chamo o Gatuno, meu primogênito, me atende”, ri. Para ela, a rejeição é maior quando os gatos são pretos. “O gato preto é o mais difícil de ser adotado. As pessoas aindam tem muita superstições”, completa.

Fonte: O POVO online

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Bom, eu concordo totalmente com essa versão de que es gatos são mais rejeitados… Acho isso um ato que demonstra o quanto as pessoas sempre querem o que a maioria quer. Tenho uma gata que se chama Lili e acho que, não apenas pela experiência de ter esta gata, mas sim também por outros gatos que tive, eu acho que os gatos são ótimos companheiros… Claro que eu também já tive vários cachorros e preferia-os do que gatos, mas depois do meu gato Milly eu passei daí a gostar de gatos.

    Espero poder ter ajudado outras pessoas com esse comentário, obrigada.

  2. Eu era uma destas pessoas que achava que não se identificava com gatos..Mas, bastou a Mina apracerer, pronto..hj em dia tenho 8, seis machos e duas fêmeas, todos castrados lógico. Gato é companheiro e fiel. Nada se parece com aquilo que me falavam. O que falta é um pouco de interesse do humano de sair da mesmice de querer um subalterno, em vez de um amigo para todas as horas.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>