• Home
  • Conheça Ozboz, o gato herói

Conheça Ozboz, o gato herói

0 comments

Por Renan Vicente de Andrade (da Redação)

Quando Sarah Hammer era somente um bebê, deitada de barriga para cima em seu berço ela começou a vomitar – muito. O gato da família, Ozboz a viu e sabia que algo estava errado.

Ozboz, o gato herói. Foto cedida pela família Hammer.
Ozboz, o gato herói. Foto cedida pela família Hammer.

Ozboz correu aos pais de Sarah na sala-de-estar em sua residência na cidade de Palo Alto, Califórnia, e começou a miar de uma forma mais longa – como que chorosa – e a correr para frente e para atrás entre os dois cômodos.

“Meus pais souberam que havia acontecido algo, então eles seguiram Ozboz até meu quarto” diz Sarah. “Se Oz não tivesse reagido, eu teria aspirado e desenvolvido pneumonia. No entanto, meus pais só tiveram de limpar a grande sujeira.”

Sarah tem hoje 13 anos. Ozboz morreu em novembro com 18 anos.

Porém, tanto Sarah como seus pais jamais esquecerão de seu gato herói.

“Sei que esta história pode parecer engraçada para algumas pessoas, mas para mim é muito especial,” declarou Sarah. “Eu jamais esquecerei o gato especial que ele foi ou como ele salvou minha vida enquanto eu era jovem demais para pedir ajuda sozinha.”

A mãe de Sarah, Leslie, disse que desde o começo já sabia que Oz era um gato especial. Ela era solteira e havia ido ao abrigo animal de Palo Alto em 1992 procurando um gato de 1 ano de idade.

“Eles só tinham gatos muito idosos e um grande contingente de filhotes,” ela disse. “Eu estava prestes a deixar o lugar quando um dos voluntários disse ‘Olhe embaixo da pilha de filhotes.’ ”

Leslie cuidadosamente tirou os animaizinhos, um por um, e achou um grande gato que estava como mãe de aluguel. Era Oz, um macho de 6 meses de idade. “Como eu poderia resistir ?”

Mais tarde, quando Philip, seu futuro marido, foi visitá-la pela primeira vez no apartamento dela, Oz pulou em seu colo, se ajeitou e começou a dormir. “Como não era acostumado com animais, Philip ficou sobressaltado”, diz Leslie. “Era óbvio que Oz estava dando seu sinal de aprovação.”

Então, quando Sarah nasceu “Oz estava perplexo com aquela criatura que parecia humana, mas que, no entanto, era obviamente indefesa,” conta Leslie. “Ele ficou ao lado dela por toda sua infância, até quando ela aprendeu a andar sozinha.”

O voluntário da Sociedade Humana de Palo Alto disse a Leslie que Oz foi resgatado após um homem parar o carro e o atirar pela janela.

Em idade avançada, Oz “se tornou um bom velhinho,” declara Leslie. “Ele gostava de deitar sob a luz do Sol que passava pela janela – ele viveu dentro de casa toda sua vida – e ser acariciado ao dormir em nossos colos.

“Como muitos outros gatos idosos, ele desenvolveu problemas nos rins e em uma noite – após  não comer nem beber água o dia todo além de não ter gemido quando nós o acariciamos, sabiamos que era a hora dele. Ele morreu em meus braços.”

A memória de Oz vive na casa de Sarah. A família tem dois novos gatos, Midnight e Buddy, que têm quase 1 ano de vida. “Eles ficaram amigos na sala da morte no abrigo local,” conta Leslie. Eles estavam quase sendo eutanasiados quando um grupo de resgate de gatos os encontrou, ela diz.

Fonte: Mercury news

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>