• Home
  • Espécie de HIV mata chimpanzés em ritmo intenso, diz estudo

Espécie de HIV mata chimpanzés em ritmo intenso, diz estudo

0 comments

Cientistas acreditam ter encontrado um “elo perdido” na evolução do vírus causador da aids. Ele preenche a lacuna entre um vírus que não faz mal a macacos infectados e outro que mata milhões de pessoas.

O elo é um vírus que está matando chimpanzés na natureza num ritmo alto, de acordo com estudo publicado na edição desta quinta-feira, 23, da revista científica Nature.

Chimpanzés são os primeiros primatas, além do homem, em quem se constata uma alta taxa de mortalidade, na natureza, causada por um vírus relacionado ao HIV. Os chimpanzés também são os primatas mais semelhantes ao ser humano.

A versão em macacos do vírus que causa a aids é chamada vírus da imunodeficiência símia (SIV), mas a maioria dos macacos e primatas que o adquirem não demonstra sintomas ou doença.

O estudo dos chimpanzés em seu hábitat natural durou nove anos, no Parque Nacional Gombe, na Tanzânia, e determinou que chimpanzés infectados com SIV têm uma taxa de mortalidade de 10 a 16 vezes maior que os chimpanzés não infectados. E autópsias dos macacos infectados mortos mostraram contagem baixa de proteínas de leucócitos T, semelhantes aos níveis encontrados em humanos com aids.

Quando os cientistas analisaram o vírus responsável, descobriram que se trata de um parente extremamente próximo da primeira versão do HIV a infectar seres humanos.

Fonte: Estadão

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>