• Home
  • Zoológico dos EUA quer sacrificar animais por falta de dinheiro

Zoológico dos EUA quer sacrificar animais por falta de dinheiro

1 comments

Por Adriane R. de O. Grey  (da Redação – Austrália)

O governador do estado de Massachusetts, nos Estados Unidos, Deval Patrick, estabeleceu um corte acima de 61% nos subsídios de dois zoológicos, o Franklin Park Zoo e o Stoneham Zoo, ambos administrados pelo Zoo New England. A legislação deveria garantir a quantia de 6.5 milhões para a manutenção dos zoológicos, mas o veto orçamentário do governador reduz os fundos a eles destinados a 2.5 milhões. 

Segundo o Zoo New England este corte drástico forçará os zoológicos a fecharem suas portas, o que terá um custo muito mais alto do que os 4 milhões que o governador pretende economizar. O mais trágico, no entanto, é que se estima que pelo menos 20% dos animais não encontrarão lugares em outros zoológicos ou santuários para serem transferidos. Se isso ocorrer, eles se tornarão responsabilidade do Commonwealth of Massachusetts que tem duas opções: mantê-los indefinidamente sob sua responsabilidade ou, obviamente a opção mais provável, “eutanasiá-los”.  Escolhendo um vocábulo menos hipócrita, assassiná-los.

Quão vergonhosa e ultrajante é a atitude humana que confina animais para seu lucro e entretenimento e, a certa altura, por conveniência, dificuldade financeira ou incapacidade e preguiça administrativa, mata-os.

O Zoo New England tem recebido grande atenção da mídia e muitas manifestações favoráveis ao reestabelecimento dos fundos para o zoológico oriundas de todo o país. As motivações são diversas, alguns porque acreditam que zoológicos têm uma função de conservação e educação, outros, com quem me alinho, porque tentam desesperadamente impedir uma matança absurda, cruel, irresponsável e vergonhosa, almejando que estes animais, no mínimo, não sejam tratados como mercadoria descartável.

Há uma petição no site do Care2, (http://www.thepetitionsite.com/1/savebostonsanimals) que exige do governador o reestabelecimento imediato do orçamento de 6.5 milhões para a manutenção dos zoológicos ou o deslocamento de TODOS os animais para santuários.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. cabe agora uma pergunta bastante capisciosa:
    -aonde está aquele chavão que assegura que tais espaços, essas Instutuições tem o mote de pesquisas na área científica animal e na Educação Ambiental?
    Se tivessem isso em seu bojo primário jamais leríamos notícias assim.
    Uma coisa não combina, definitavamente, com a outra!
    Confinar animais e depois que uma crise se apodera de um país, a Educação Ambiental e o centro de pesquisas vão para o beleléu, perdem-se no meio do dinheiro, da renda de bilheteria, do egoísmo profundo de profissionais – que deviam estar lutando por causas mais justas e de status de maior plantel apresentado aos visitantes.
    que tristeza…

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>