• Home
  • Animais introduzidos em área de conservação se multiplicam

Animais introduzidos em área de conservação se multiplicam

1 comments

Animais de várias espécies colocados há oito anos no Parque Nacional da Quiçama, na província do Bengo, para a repovoação desta área de conservação, estão se reproduzindo de forma satisfatória, segundo o gestor do parque, Paulo Rafael.

Em declarações hoje à Angop, à margem do curso de introdução a inventariação de recursos, o responsável considerou haver um aumento de espécies como elefantes, girafas, zebras, bois, cavalos e avestruzes, animais oferecidos pelo Governo da África do Sul, em 2001, e colocados na referida “arca”.

Indicou que dos 30 elefantes recebidos para este projeto “piloto” já existem 55. As zebras aumentaram de 12 para 25, enquanto para os outros animais estimou uma taxa geral de reprodução entre 20 e 40 por cento, adiantando ser uma situação relacionada com o clima.

Colocados numa área devidamente protegida e fiscalizada do Parque Nacional da Quiçama, os animais deverão juntar-se, posteriormente, a outros espalhados neste espaço, segundo informou Paulo Rafael.

Com uma extensão de 9.960 quilômetros quadrados, o parque dispõe de 15 fiscais e oito guardas de portão, quantidade que precisa ser aumentada para maior controle a caçadores furtivos.

Fonte: Angola Press

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Me criei na terra, com mais de 70 famílias, na comunidade. Hoje os terrenos são só mato. Proibem de desmatar. Quero vender uma área de 10,5 hectares. Se alquém quiser cercar, comprando, tem 200 metros de rio, frente, com 600 de fundo

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>