• Home
  • Harpia gigante volta à mata

Harpia gigante volta à mata

0 comments

Está pronta para ser solta a primeira Harpia do mundo a retornar à natureza, depois de ter vivido durante anos em cativeiro. Também conhecida como gavião-real, um exemplar da maior ave de rapina das Américas, vive em um ambiente construído especialmente para ela na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Estação Veracel, desde 1997, depois de ter sido resgatada na região por fiscais do Ibama. “Esta soltura, a primeira de que tenho conhecimento na área de Mata Atlântica, irá dar respostas sobre a viabilidade de se fazer a devolução ao habitat natural de outros animais que tenham permanecido por muito tempo em cativeiro”, disse o pesquisador Roberto Azeredo, presidente da Crax Sociedade de Pesquisa do Manejo e da Reprodução da Fauna Silvestre (fundação que trabalha com a reprodução de aves, especialmente da Mata Atlântica).

Ele esteve na Estação, em março, a convite dos pesquisadores envolvidos no projeto, com o objetivo de avaliar as condições da ave para a soltura. “Esta ave pode ser solta na natureza a qualquer momento”, avaliou o pesquisador. A previsão é de que a ave seja solta em junho deste ano.

O projeto é realizado em parceria de pesquisadores do Ibama, Instituto Nacional de Pesquisas Amazônicas (Inpa), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Associação Brasileira de Falcoeiros e Preservação de Aves de Rapina (ABFPAR), S.O.S. Falconiformes, Crax e RPPN Estação Veracel. RPPN – Há dez anos foi criada a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Estação Veracel. São 6.069 hectares de mata nativa preservados, entre os municípios de Santa Cruz Cabrália e Porto Seguro. A área foi reconhecida pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) como RPPN, ou seja, uma área particular perpetuada com o objetivo de conservar a biodiversidade e promover a educação ambiental.

Além de ser uma das maiores reservas particulares de Mata Atlântica (MA) do Brasil, segundo o Governo Federal, a Estação Veracel foi considerada pelo Conselho de Manejo Florestal FSC (Forest Stewardship Council) como uma área de alto valor de conservação, por abrigar expressiva reserva de MA, com proteção a fontes de água e por ser hábitat de diversas espécies de animais e vegetais endêmicos e/ou ameaçados de extinção. Todas essas características também garantiram à RPPN Estação Veracel o reconhecimento como Sítio do Patrimônio Mundial Natural, conferido pela Unesco.

Até o momento, já foram catalogadas na Estação Veracel 445 espécies de animais vertebrados, das quais 37 ameaçadas de extinção e 54 endêmicas da Mata Atlântica do sul da Bahia. Na área, já foram vistos grandes mamíferos, como onça, jaguatirica, veado-mateiro e anta. Além de Aves como a harpia (maior ave de rapina das Américas), o macuco, o beija-flor balança-rabo-canela e o papagaio chauá (espécie ameaçada de extinção). A diversidade arbórea também é grande na Estação, que se destaca entre as 20 áreas de maior diversidade de espécies de árvores do mundo. São 308 espécies, incluindo exemplares centenários de pau-brasil, jacarandá, pequi-preto e jatobá.

Fonte: Jornal O Sollo

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>